Clique para ver a imagem

Moda: Repaginando o suéter

14 de julho de 2014 - Veja mais posts na categoria Moda e bem-estar

Moda! A estação mais fria do ano chegou e está na hora de tirar as peças quentes do armário! A boa notícia é que o suéter voltou a ser a atração da temporada! Mas nada de usar a peça em um look sem estilo! A tendência está justamente nos “tricôs estilizados”! Ou seja, aposte em modelagens diferentes, que tragam cores bacanas e texturas modernas. Veja algumas dicas para acertar na hora de montar esse visual:

ENTENDA A TENDÊNCIA:

O ‘tricô estilizado’ nada mais é do que a versão modernizada desse padrão. Ou seja, os fios entrelaçados ganham novas formas. Os pontos aparecem bem abertos ou bem fechados. As peças são feitas não só a partir da lã ou da fibra, mas também trazem materiais mais despojados, como resina e pedrarias. Também ganham estampas e tons metalizados.

Essa textura personalizada aparece principalmente no suéter, que ganha novos comprimentos, cores mais vivas e texturas personalizadas. Porém, outras peças da estação ganharam versões em tricô. Entre elas estão: saias,  blusas casuais (o tricô é combinado com tecidos lisos e aparece em detalhes, como golas e mangas), vestidos (podem ser combinados com leggings ou com meias-calças).

O velho suéter costumava ser usado somente em eventos casuais. Porém, as versões mais sofisticadas do tricô ganharam transparências, fios dourados e prateados, além de brilhos e pedrarias. Dessa forma, também é possível usá-lo em ocasiões mais chiques!

COMO USAR:

Mulheres com diferentes biotipos podem (e devem) usar o tricô estilizado! Mais uma vez, repito: é preciso respeitar as próprias curvas para vestir-se bem. É preciso entender os pontos fortes e os pontos fracos de sua silhueta para usar a moda à seu favor. Com um pouco de bom-senso e tendo em vista a sua personalidade, fica fácil acertar na hora de montar o visual! Lembre-se de escolher peças que acentuem as partes mais belas de seu corpo e disfarcem as curvas indesejadas. Portanto:

– Se for escolher um tricô mais detalhado e que traga, por exemplo, transparências e fios bem abertos na parte de cima, é interessante que você não tenha tanto volume nessa região;

– Se você tem pernas bonitas, que tal valorizar essa parte do corpo com um vestido curto de tricô? Leggings e meias-calças são ótimas opções para mantê-la aquecida nesse visual;

– Se optar por um tricô “largão” na parte de cima, é preciso apostar em calças leggings ou skinnys para equilibrar as proporções;

– Tricôs que já trazem brilho e pedrarias tendem a combinar com acessórios bem básicos ou devem ser usados sozinhos. Tenha cuidado para não exagerar.

PARA INSPIRAR:

Montei os dois looks da foto acima na minha última visita à loja Laluje. Vou explicar cada um deles. Espero que desperte a fashionista que há em você! Rs. Vamos lá:

Look 1) Fazendo uso de um tom vibrante, essa blusa verde mescla a seda estampada com o tricô. As mangas trazem a textura dos fios, que combina com a palha da bolsa.  A cor neon é equilibrada pelo verde escuro da saia lisa. Um peep toe dourado finaliza o visual. Esse look sofisticado é ideal para um evento mais informal, como um jantar ou um barzinho!

Look 2) No comprimento de um vestido, esse suéter é perfeito para as mulheres que buscam um visual despojado e com atitude! As mangas trazem listas, enquanto a parte da frente traz uma animal print. As cores marrom e amarelo deixam o visual moderno e com a cara do inverno.  É ideal para ser usado em eventos casuais.

Gabriela veste:

Look 1) Blusa de seda com mangas de tricô – Morena Rosa

Saia Verde – Lança Perfume

Look 2) Vestido de tricô – Morena Rosa

Todos as roupas dos looks estão disponíveis na loja física da LALUJE em Campinas/SP.

0 pessoas gostaram desse post.
Clique no coração para gostar também.








Gabriela Rossi Formada em Jornalismo pela PUC-Campinas, atuou na produção de programas de TV e de portais online, experimentando diversas áreas da profissão. Resolveu então, criar um site com parte das coisas que mais lhe trouxeram satisfação nos últimos anos: gastronomia, moda e saúde. Continue lendo

0